...
...
Os 10 Critérios para Depressão!
“O Mal do século XXI”

Os 10 Critérios para Depressão!

Depressão é uma patologia que está presente no dia a dia do médico, especialmente se este atua na atenção básica. Quem nunca conheceu um paciente, um parente, um amigo, com a doença? Um desafio clínico, devido aos seus diagnósticos diferenciais ricos, como hipotireioidismo, além de uma doença de manejo um pouco complexo, que pode acabar assustando a primeira vista o médico mais despreparado para lidar com ele.

Alguns dados são alarmantes: em 2015, a depressão foi uma das três maiores causas de morbidade no mundo; nos EUA, o risco de alguém apresentar um episódio depressivo na vida é de 30%. E mais, o suicídio está associado em 50% das vezes com esse diagnóstico. Por isso  a importância  de ter “Os 10 Critérios para Depressão! ” na cabeça  é essencial.

 

Os 10 Critérios para Depressão: Você sabe identificar?

Se baseando no DSM-5, o médico precisa conhecer os critérios para identificar a doença. 

  1. Humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias. 
  1. Interesse diminuído ou queda do prazer em todas ou quase todas as atividades diárias.
  1. Alteração do apetite e do peso (aumento ou perda). 
  1. Insônia ou hipersonia quase todos os dias.
  1. Agitação ou retardo psicomotor quase todos os dias. 
  1. Fadiga ou perda de energia quase todos os dias.
  1. Sentimentos de perda de valor ou culpa inapropriados quase todos os dias. 
  1. Diminuição da concentração ou capacidade de pensar quase todos os dias. 
  1. Pensamentos de morte ou ideação suicida. 
  1. Sintomas durando pelo menos 2 semanas. 

Agora atenção: para o diagnóstico, são necessários pelo menos 5 desses sintomas. Entretanto, os itens 1 ou 2 devem estar presentes obrigatoriamente, e o item 10, em relação ao tempo dos sintomas, também é obrigatório!

 

 

 

Depressão é diferente da tristeza e do luto

A morte de uma pessoa querida ou familiar, a perda de um emprego ou  o fim de um relacionamento, são experiências difíceis para uma pessoa suportar. Assim, é normal que sentimentos de tristeza ou de luto se desenvolvam em resposta a tais situações. Desse modo, aqueles que experimentam perda, muitas vezes podem descrever-se como “deprimido”.

Contudo ficar triste não é o mesmo que ter depressão. O LUTO  é natural e único para cada indivíduo e compartilha algumas das mesmas características da depressão. Ou seja, tanto o luto quanto a depressão podem envolver tristeza intensa e afastamento das atividades habituais. É sabermos diferencias Os 10 Critérios para Depressão x LUTO.

Eles também são diferentes em aspectos importantes:

Para algumas pessoas, a morte de um ente querido pode causar Depressão GRAVE . Perder um emprego, ser vítima de uma agressão física ou de um grande desastre pode levar à depressão para algumas pessoas.

Quando o luto e a depressão coexistem, o luto é mais grave e dura mais do que o luto sem depressão. Apesar de alguma sobreposição entre tristeza e depressão, elas são diferentes. A distinção entre elas pode ajudar as pessoas a obter ajuda, apoio ou tratamento de que precisam.

 

Agora que você ja sabe  sobre o tema ” Os 10 Critérios para Depressão: Você sabe identificar?”

Temos também um artigo legal sobre os melhores sites para sua Mente. https://medicineme.com.br/os-melhores-sites-para-sua-mente-eles-irao-mudar-sua-vida/

 

Separamos também esse artigo para você https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5502713/

 

 

 

 

 

 

 

E aí, já aplicou  Os 10 critérios para depressão  de na prática?

Newsletter

Assine nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos da Nova Medicina