...
...

Tudo o que você precisa saber na  entrevista de emprego para Médicos

Você sabe como se comportar em uma entrevista de emprego?

Hoje, os médicos e profissionais de saude  também fazem entrevistas de emprego! Fique atento.

Está com uma vaga em vista e com medo de ir mal na conversa com o recrutador?

Fique tranquilo.

Sabemos o quanto esse momento pode ser estressante para quem não está acostumado. E que a faculdade não te ensinou isso!

Neste artigo ” Entrevista de emprego para Médicos tudo que precisa saber ” , você vai saber quais deslizes podem prejudicar o candidato e como se comportar na entrevista de emprego para impressionar e garantir sua vaga !!

Algumas dicas:

Comporte-se cordialmente desde a recepção

Tenha em mente que sua postura pode estar sendo avaliada desde o momento em que você coloca os pés na empresa.

Por isso, assim que chegar ao local da entrevista, adote um comportamento profissional, com uma postura mais formal.

Seja gentil com todos os funcionários que falarem com você, desde o recepcionista ao recrutador.

Coloque o celular em modo avião

 Seja você mesmo – autenticidade é importante

Não tente parecer ser algo que não é.

Tenha autenticidade, porque é isso que fará com que o recrutador enxergue em você o seu verdadeiro potencial.

Ser você mesmo é uma forma de participar da entrevista com naturalidade e confiança em si mesmo.

Comunique-se de maneira profissional

Assim como sua postura, sua comunicação também deve ser profissional ao participar de uma entrevista de emprego.

Utilize uma linguagem mais formal, evitando gírias, vícios de linguagem e frases incompletas.

Além disso, seja sempre educado com o recrutador e com outros candidatos se estiver participando de uma dinâmica de grupo.

 Domine seu currículo durante a entrevista de emprego

Durante a entrevista, você precisa ter o seu currículo na ponta da língua.

Saiba detalhar suas experiências profissionais e formação .

Se possível entre em contato com pessoas que trabalharam naquela empresa ou hospital.

Utilize o método STAR – Situação-Tarefa-Ação-Resultado

STAR é uma metodologia que ajuda a estruturar suas respostas durante uma entrevista de emprego, proporcionando domínio sobre o seu currículo.

O principal objetivo é compartilhar com o recrutador exemplos de situações vivenciadas em experiências anteriores.

É preciso seguir uma linha de raciocínio na hora de estruturar as respostas.

  • Situação: compartilhe uma situação ou problema que tenha vivenciado e onde ela ocorreu. Dê detalhes a respeito dessa experiência.
  • Tarefa: diga qual era sua responsabilidade perante a situação e de que maneira você transformou um problema em uma oportunidade.
  • Ação: a atividade que você colocou em prática para enfrentar o problema em questão e como você superou todos os desafios.
  • Resultado: quais foram os resultados do seu trabalho, incluindo detalhes, como feedbacks positivos recebidos e aprendizados que você obteve a partir da experiência.

Perguntas sobre pontos Fracos, como responder? 

Enxergando o lado bom das coisas, é possível usar os seus defeitos e pontos fracos para entrevista de uma forma que encanta o recrutador e te fazer ganhar mais alguns pontos. Mas, para fazer isso, primeiro 

você precisa entender o que o recrutador está buscando.

Quando o recrutador te pede para explicar os seus defeitos e pontos fracos, ele não está fazendo esta pergunta sem motivo.

– Quer saber o que você precisa desenvolver

-Saber ser nível de auto-conhecimento 

– Saber lhe dar com criticas 

Quando perguntar sobre seus defeitos mencione

mencione apenas 1 ou 2, seja detalhista. 

Exemplo: 

Meu maior defeito é ser extrovertido. Por exemplo, no meu emprego anterior, eu sempre gostava de conversar com os meus colegas e isso fez com que todo o grupo tivesse que trabalhar até mais tarde em algumas ocasiões. Eu reconheço que isso não foi uma postura muito profissional.

Relaxe. Ninguém é perfeito e o recrutador sabe disso. Por isso, veja os defeitos e pontos fracos mais comuns para entrevista de emprego:

  1. Nervosismo: algumas pessoas simplesmente têm dificuldade em controlar a ansiedade no ambiente de trabalho e isso se traduz em nervosismo.
  2. Medo de falar em público: você não está sozinho. Este é o medo mais comum.
  3. Tímido ou extrovertido demais: o contrário também pode ocorrer. Ser extrovertido demais pode te levar a falar demais no escritório e afetar a produtividade.
  4. Exigente: talvez você tenha uma expectativa muito alta de si mesmo ou dos seus colegas, o que pode levar à conflitos dentro do escritório.
  5. Organização: ser organizado é bom, mas algumas pessoas exageram e são menos produtivas, pois passam mais tempo organizando do que trabalhando.
  6. Dificuldade em delegar tarefas: na tentativa de querer fazer tudo sozinho, algumas pessoas não conseguem delegar a tarefa para outros e acabam sobrecarregadas.
  7. Quer agradar todo mundo: é importante zelar por um ambiente harmonioso no escritório, mas quando essa é a sua maior preocupação, pode virar problema.
  8. Impaciência: querer resultados rápido não é uma coisa ruim, mas quando você sempre quer resultados para ontem, isso pode gerar conflitos com colegas.
  9. Não sabe lidar com imprevistos: o mundo está cada vez mais frenético. É comum atividades inesperadas surgirem. Nem todos gostam dessa surpresa. 

DICA: SEMPRE É VALIDO UM FEEDBACK DO SEU CHEFE DO TRABALHO, DO PLANTÃO OU COLEGA DE TRABALHO.

Mantenha a postura, contato visual seja simples e objetivo, mesmo sendo uma entrevista ON-LINE.

Já aprendeu tudo sobre Entrevista de emprego para Médicos, agora vamos para residência Médica.

Preparação para a Entrevista de Residência Médica

No ano de 20 e eu entrava na Instituição em que faria minha primeira Prova Prática e Entrevista de Residência Médica.

Por acaso, nesta prova em específico, a 2ª e 3ª fases do Processo Seletivo eram no mesmo dia, com a entrevista de Residência Médica logo após a prova.  O nervosismo era grande. Era a primeira vez que eu enfrentava um concurso “pra valer”. Além disso, eu tinha recebido poucas dicas sobre como seria aquele exame.

Em minha primeira estação da prática, como me lembro bem, era uma questão de Doença Inflamatória Pélvica em mulher jovem. “Beleza!” – pensei, logo que vi o caso. Afinal, era um tema que julgava dominar.

“Beleza” mesmo teria sido se soubesse que era necessário pedir uma Ultrassonografia Pélvica e que o resultado dos exames seriam apresentados a mim assim que solicitados.

E se tivesse feito o diagnóstico de um abscesso tubo-ovariano antes de dar alta para a paciente. Logo, não foi beleza nenhuma…

Estude sobre a Instituição

Esse, na nossa opinião é um dos pontos mais importantes é conhecer a Instituição em que você está prestando prova. O ideal é ter algum contato dentro desta instituição,  um residente da especialidade que você quer fazer para te informar sobre  o serviço, pontos positivos e negativos.

Respostas

Há uma série de perguntas comuns a quase todas as entrevistas de residência médica. Idealmente, você deve preparar as respostas, na hora você vai lembrar de forma mais fácil.

As mais comuns:

  • Porque a especialidade e a instituição? é comum .
  • Qualidades e defeitos 

Não fale o que você não tem.

Sem mentiras.

 

Como se vestir na entrevista?

Sim, o entrevistador vai te julgar ” pela capa “. O aconselhável é traje social.

Currículo

Seja objetivo, organizado, não adianta fazer currículo longo.

Lembre-se  ” você vale mais que uma prova” 

Outro ponto para se destacar que alguns hospitais, residências ou fellowships estão solicitando cartas de apresentação.Você tem ideia de como fazer ? Em breve faremos um post sobre carta de apresentação.

Agora que você sabe tudo sobre  entrevista de emprego para médicos, fizemos esse artigo alguns sites para melhorar sua mente https://medicineme.com.br/os-melhores-sites-para-sua-mente-eles-irao-mudar-sua-vida/.

Medicineme.Skill: Entre na lista de espera

 

Newsletter

Assine nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos da Nova Medicina